terça-feira, janeiro 03, 2006

Férias em Portugal IV

 

Lisboa? Continua linda como sempre. Aliás, nunca a achei uma cidade tão linda, malgrado o facto de que podia ser ainda mais bela, não fosse um data de casas degradadas e umas quantas aberrações urbanísticas. Ainda assim, é encantadora a olhos vistos, principalmente quando vibra com as pessoas em celebração que lhe enchem as ruas. Se estivessemos nos tempos romanos, que divindade presidiria a tal civitas?



A Baixa lisboeta sob a sombra das ruínas do Convento do Carmo, fundado pelo herói português de muito honrada memória, Nuno Álvares Pereira...

... e destruido no terramoto de 1755. Ainda se iniciaram trabalhos de reconstrução, mas o movimento romântico do século XIX preferiu preservar as ruinas tal como elas estavam, conservando-lhe uma certa mística muito própria. Já agora e para quem ainda não sabe, a passagem entre o Largo do Carmo e o Elevador de Santa Justa já está reaberta, quase vinte anos depois do incêndio do Chiado! :D





A Rua Almeida Garret em pleno Chiado. As saudades que eu já tinha de passear por aquelas bandas :]



O Terreiro do Paço - colorido, enfeitado e completamente iluminado - encheu-se de gente para dar as boas vindas a 2006.





Depois...depois foi Quinta da Belora (Estoril) e, finalmente, Lux! A companhia fez-se de bons amigos, tanto desde o primeiro momento, como daqueles que se foram juntando à medida que a noite ia avançando.

Um grande abraço para o Ricardo, Miguel, Pedro, Hélder, Nuno , Valter, João, Diogo, José e muitos outros pela vossa companhia, mesmo que por vezes tenha sido breve. Não esquecer também as pessoas que, embora não tenha sido possível encontrarmo-nos, estiveram sempre presentes: entre outros, Pedrocas, Hugo, Michael, Eunice, Bruno, Fábio e, com um abraço tão grande quanto possível, Nuno :) Um Feliz Ano Novo para todos! :)

4 Comments:

Blogger Rita disse...

Olha, pelas fotos passaste de 2005 para 2006 muito perto de mim, sabes?? É que eu também tava desse lado da praça do comércio!! Mas fuji antes de começarem os DZRT eheh. Jinhos, põe-te cá rápido ***

7:49 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Olá

Tenho um filho que nasceu na suécia, andou no colégio suéco em carcavelos e é bilingue.
O sonho de ele é aprender um instrumento de música.
eu ando ver escolas mas tem preços horriveis
tem alguma sugestao para aprender sem gasrar muito dinheiro?????

4:28 da tarde  
Blogger Heliocoptero disse...

Assim de repente só me lembro das aulas de gaita de foles no Centro Galego de Lisboa. Custam 35 euros por mês, mas desconheço qual o preço do instrumento em questão. Se quiseres, entra em contacto com o Centro e pergunta: o link para a página oficial está na coluna esquerda do blogue.

Se descobrir mais alguma coisa eu ponho numa das entradas ;)

Boa sorte!

8:35 da tarde  
Anonymous Ricardo disse...

Mais vale tarde que nunca... Por isso aqui vai o comentário devido. Apesar da chuva e de alguns trovões pelo caminho, o estoirar do fogo no céu do terreiro do paço disfarçou lados lunares e foi o início duma grande primeira madraguda de 2006. O picadeiro da beloura foi o primeiro palco com um vibrante DJ Vibe. o barulho das luzes do Lux ensurdeceu qualquer rato parido pela montanha... Mas enfim... Algo já expectável. Foi apenas mais uma noite do resto das nossas frageis orgias. Obrigado pela tua presença colegial! By the way... Das-me o teu pin? ;-P

5:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home